Mais australianices

Pois que a Austrália é um país muito à frente, sim senhor, mas também tem as suas peculiaridades, que não se esgotam num único artigo.

Passadeiras

A primeira coisa em que reparei em Cottesloe, a minha primeira paragem na Austrália, foi na escassez de passadeiras. Nesta localidade, chegava a haver rotundas sem qualquer passadeira ao redor (se bem que o tráfego automóvel não era muito intenso). Escusado será dizer que era raro o condutor que parava na ausência de passadeira.
Mais tarde, reparei que as passadeiras são frequentes no centro das cidades mas, mal se sai do centro, estas escasseiam.

Quando tive oportunidade, perguntei a um local como funcionam as prioridades nestes casos. Parece que os peões terão sempre prioridade, mesmo que não haja passadeira. Como disse Joacine Katar Moreira: “É mentira! Mentira!” Eu chegava a pensar duas vezes antes de atravessar intersecções movimentadas porque sabia que ia ficar tempos e tempos à espera.

Não deixa de ser estranho que um país preocupado com a segurança dos seus cidadãos e visitantes (ver abaixo) não ache relevante projectar passadeiras.

Para um europeu continental, atravessar ruas e estradas na Austrália é ainda mais emocionante, porque os australianos conduzem do lado “errado” da estrada.

Quem precisa de passadeiras, quando tem praias destas? (Cottesloe, em Western Australia).

Explicações para tudo

Fiquei com a impressão de que os australianos não têm de ser desenrascados para sobreviver. Existem explicações e avisos por todo o lado. O meu preferido está na estação ferroviária de Cottesloe. Cheguei à plataforma e vi a máquina de venda de bilhetes, um mastodonte impossível de ignorar. Abeirei-me do mesmo e reparei num aviso alertando que a máquina propriamente dita está na outra face do paralelepípedo. Mas era mesmo preciso explicar isso?

Também gostei muito de um outro aviso no primeiro hostel onde me instalei (Cottesloe parece ser um manancial de australianices!). Habitualmente, quando decorrem limpezas, o funcionário coloca um triângulo a avisar que o piso está molhado. Pois que este hostel tem um aviso em permanência nas escadas, a alertar os hóspedes para que o piso é escorregadio quando está molhado. Haverá algum adulto que não saiba que a tijoleira é escorregadia quando molhada?

Preocupações com a segurança dos cidadãos

O país que tem poucas passadeiras parece, noutros aspectos, ter cuidado com a segurança dos seus cidadãos. As pessoas são incentivadas a segurar-se aos corrimãos nas escadas rolantes. Não tenho esse hábito, por motivos de higiene. Mas, na Austrália, estava tudo tão limpo, que adoptei, temporariamente, esta prática. Pergunto-me como têm procedido os australianos a este respeito nesta era COVID-19.

Escada rolante na estação de Rockingham, nos arredores de Perth.

Reconhecimento da propriedade aborígene

Invariavelmente, as visitas guiadas e os espectáculos aos quais assisti começavam com o reconhecimento de que estavam a decorrer em território pertencente ao povo aborígene local. Por outro lado, vários edifícios públicos tinham placas afixadas a reconhecer o mesmo.

Nota-se que a Austrália tenta compensar os nativos aborígenes pelos abusos cometidos durante a era colonial. Mas percebe-se que ainda há muitas feridas abertas.
Para além da prática de adopções ilegítimas de caucasianos entre 1950 e 1975, milhares de crianças aborígenes foram retiradas às suas famílias e entregues a famílias brancas, para forçar a sua aculturação. Esta geração de crianças é referida como stolen generation.

Esta era uma questão que eu teria gostado de explorar com mais profundidade durante a minha estadia na Austrália.

Outras curiosidades

O mundo ao contrário

É tudo uma questão de perspectiva.

Mapa que encontrei em Coober Pedy, South Australia

Estações do ano

Achava eu que a data de início de cada estação do ano era uma convenção universal, quando, no dia 29 de Fevereiro, me disseram que era o último dia do Verão na Austrália. Como assim? Para os australianos, o Outono decorre entre 1 de Março e 31 de Maio, o Inverno termina a 31 de Agosto e a Primavera dá lugar ao Verão no dia 1 de Dezembro. E esta, hein?

Reporte de avarias

Era comum haver avisos afixados a pedir que se reportassem avarias ou inconformidades em espaços públicos, como quartos de banho ou semáforos. Parece haver muito cuidado com o espaço público na Austrália.

Caixa de electricidade junto a um semáforo em Launceston, na Tasmânia.

Ingredientes indesejados

Adoro comer fora, mas não faço muita questão de o fazer quando viajo sozinha. Assim, durante a minha estadia na Austrália, acabei por conhecer poucos restaurantes, pelo que não posso opinar sobre a gastronomia australiana. Reparei que comem canguru, mais precisamente wallaby. Gosto de comer pratos típicos, mas os cangurus são demasiado fofos para o meu gosto.
No entanto, reparei numa constante: a quantidade exagerada de maionese e manteiga nas sandes. Blerk!

Estreias de cinema tardias

Fiquei com a impressão de que algumas estreias de cinema na Austrália ocorrerão depois das nossas. Em Cottesloe, vi um cartaz a anunciar a estreia do filme O Caso de Richard Jewell, realizado por Clint Eastwood, em meados de Fevereiro. Sendo que eu já tinha visto esse filme em Portugal semanas antes.

Paragem de autocarro em Cottesloe, em Western Australia.

Matrículas dos carros

Na Austrália, parece ser possível personalizar as matrículas dos carros, o que dá alguns resultados engraçados.

Matrícula peculiar em Fremantle, em Western Australia.

Bancos com dedicatórias

Ao longo da viagem, fui reparando em muitos bancos públicos dedicados a habitantes locais, pessoas comuns. Na Austrália, parece haver um sentido de comunidade que vejo nas séries americanas e que não faz parte da nossa cultura.

Banco nos arredores de Adelaide, em South Australia.

Pergunto-me o que causará espanto aos australianos quando nos visitam.

Publicado por Halterofilista

Fiz um ano sabático e ocupei parte do meu tempo livre com uma viagem à Austrália.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Create your website with WordPress.com
Iniciar
%d bloggers like this: