Farias algo de modo diferente?

Estou satisfeita com o modo como (não) planeei a minha ida à Austrália e com a forma como a viagem se foi desenrolando. Mas há algo que gostava que tivesse sido diferente. Neste caso, mais precoce: a minha data de partida!
Sabendo hoje o modo como a pandemia parou o mundo, gostava de ter partido para a Austrália mais cedo. Por outro lado, se tivesse partido mais cedo, poderia ter tido de ajustar o meu percurso tendo em conta os incêndios. Não há datas de partida perfeitas!

Tentando ser optimista, vejo uma vantagem nesta interrupção da minha viagem: pretendo regressar à Austrália e sinto que vou ter uma segunda hipótese de viver a minha viagem de sonho.

Acho que, na segunda vida desta aventura, irei manter a falta de planeamento da primeira, viajando ao sabor dos dias. Mas há um ou outro aspecto que procurarei optimizar.

Arte urbana em Melbourne.

Jet lag

Demorei dias e dias a adaptar-me ao fuso horário de Western Australia. Como é habitual em mim, dormi pouco nos dias anteriores à partida. Durante a viagem, tomei um hipnótico e consegui dormir profundamente no voo entre Istambul e Singapura. Mas cometi o erro de tomar o comprimido a meio da viagem (em vez de o ter tomado no início). Não recomendo. Anda estava grogue quando aterrámos em Singapura!

Nos dias a seguir à chegada a Cottesloe, andei completamente desregulada. Quando estive na Indonésia, em Outubro, tive muita dificuldade em me adaptar ao fuso horário. E já contava com o mesmo nesta viagem.
Assim, até já tinha reservado um quarto privado para as primeiras noites. No entanto, à posteriori, pergunto-me se não teria sido melhor partilhar quarto, para me forçar a ter horários de sono normais. É que, durante a minha estadia em Cottesloe, adormecia pelas 03h00 e acordava pelas 11h00, horários que não me agradavam. Resisti sempre a voltar a tomar o hipnótico, algo que irei reconsiderar na próxima vez.

Entretanto, durante a minha estadia em Western Australia, comecei lentamente a entrar no ritmo. Ter tido de acordar cedo várias vezes, por causa das excursões, fez com que eu começasse a ter sono a horas decentes, o que foi óptimo.

Valeu a pena acordar pelas 06h00 para poder surfar a Wave Rock ao contrário!

Mas, duas semanas depois de ter aterrado na Austrália, mudei de estado. E com a mudança de estado veio uma mudança de fuso horário, com adiantamento do relógio em duas horas e meia. Ficou o caldo entornado! Eu, que já me tinha habituado a adormecer pela meia-noite, só tinha sono pelas 02h30. Mais uma vez, não quis tomar o hipnótico e não consegui acertar o passo.

Depois de South Australia, segui para a Tasmânia e adiantei o relógio mais 30 minutos. Desta vez, o meu primeiro dia em Hobart começou com um free walking tour, o que me obrigou a acordar cedo e me ajudou a entrar no ritmo.

Bom dia Hobart!

Assim, aquando de futuras viagens a destinos com diferenças horárias significativas, se não me conseguir adaptar ao fuso horário, irei pegar o touro pelos cornos e usar o hipnótico que comprei.
Nota: por favor, não se auto-medique! Se sentir que necessita de um medicamento para regular o sono em viagem, consulte um médico ou farmacêutico.

Reservas

Como fui viajando à medida dos meus apetites, paguei preços elevados pelos voos internos. Não sei bem se mudaria isto, porque me agradou muito a liberdade e flexibilidade que fui tendo, mas tentarei esta mais atenta a descontos e boas oportunidades.

Convívio

No seguimento do meu texto anterior, vou tentar ser (ainda?) mais sociável na sequela desta viagem. Tenciono continuar a viajar sobretudo sozinha, mas quero interagir mais com outros viajantes.

Posto isto…

Despeço-me com amizade até ao próximo programa

Fazer um período sabático e conhecer a Austrália foram dois sonhos tornados realidade. Adorei aquele país-continente, no outro lado do mundo, tão desenvolvido, seguro e que me permitiu ter experiências tão incríveis como ver leões-marinhos, fazer festas a cangurus e assistir ao pôr-do-sol no deserto, entre tantos outros momentos inesquecíveis. Escrever neste blog ajudou-me a reavivar as memórias dessa viagem e a deixar um registo destas aventuras para a posteridade.

Entretanto, já regressei ao trabalho e tenho acompanhado com atenção a evolução da pandemia na Europa e na Austrália. Ainda não é hora de regressar. Mas essa hora há de chegar!

Por agora, tenciono aproveitar o Verão e ir sonhando com o regresso à terra dos cangurus. Voltarei a alimentar o blog quando retomar a minha viagem. Até breve!

Selfie com um canguru!

Publicado por Halterofilista

Fiz um ano sabático e ocupei parte do meu tempo livre com uma viagem à Austrália.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Create your website with WordPress.com
Iniciar
<span>%d</span> bloggers like this: