Bruny Island a correr

12-03-2020

Estava na hora da minha primeira excursão na Tasmânia. O destino eleito foi Bruny Island, uma ilha, ao largo da ilha, ao largo da ilha (não é gralha! Bruny / Tasmânia / Austrália), conhecida pelos seus produtos gourmet e paisagens selvagens.

Madruguei e tive a primeira surpresa do dia: tinha escolhido uma excursão geriátrica! À primeira vista, a maioria dos meus companheiros de viagem parecia ter bem mais de 70 anos. Mas era tudo gente com espírito jovem. Segunda surpresa: o Corona começava a estar nas mentes dos tasmanianos. O nosso guia e motorista, o Rob, pediu-nos que, sempre que entrássemos no autocarro, aplicássemos um produto desinfectante nas mãos.

A primeira paragem foi em Kettering, ainda na ilha “principal”. A marina de Kettering é muito bonita, tal como a viagem de ferry, de cerca de 15 minutos.

A soalheira marina de Kettering.

Já em Bruny Island, tivemos direito a um piquenique de ostras, pão e queijos locais – isto, sim, é vida!

Merenda matinal gourmet. Escusado será dizer que desapareceu rápido.

De seguida, rumámos ao sul da ilha, para visitar o farol. Que paisagem bonita e selvagem!

A paragem seguinte foi para almoço. Comi misto de peixe, mas não fiquei convencida. Acho que tinha as expectativas demasiado elevadas. Não é qualquer prato de peixe que encanta um português!

A sobremesa foi numa fábrica de chocolate, com uma mini-degustação de fudge. Achei o fudge demasiado doce, pelo que comprei honeycomb, uns chocolates recheados com caramelo e mel que serão típicos de Bruny Island, o motivo único e exclusivo pelo qual os comprei – juro!

Sentido de humor australiano em plena crise de papel higiénico.

De seguida, demos um mini-salto à lindíssima Adventure Bay. Tive mesmo pena por ter sido tão de fugida e pelo facto de o Senhor Sol não estar a colaborar.

Fotografia panorâmica (um pouco torta) da bonita Adventure Bay.

Depois, parámos no The Neck Lookout, sobre o estreito de terra que liga as regiões Norte e Sul da ilha. Que paisagem incrível! Se isto é lindo com nuvens, nem consigo imaginar como será com sol.

Vista panorâmica a partir do bonito The Neck Lookout.

A última paragem da excursão foi numa loja de mel. Mais uma vez, comi gelado de mel única e exclusivamente por ser típico – eu nem sou nada gulosa ou doceira! [Diz a escriba enquanto pisca um dos olhos à la José Rodrigues dos Santos.]

Durante o caminho de regresso a Hobart, o sol começou a brilhar. A sério, agora? E, quando chegámos a Hobart, parecia Verão!

Gostei muito de Bruny Island, mas não gostei desta excursão – muitas paragens comerciais e muito pouco tempo em cada paragem.

Dado que tinha passado a maior parte do dia sentada, inscrevi-me em mais uma das actividades sociais do meu hostel, o Platypus Walk & Talk, com a Sarah. A Sarah adora ornitorrincos e já descobriu alguns no Hobart Rivulet, um ribeiro na zona oeste da cidade. Lá seguimos nós junto ao ribeiro, sem sucesso. Mas valeu a pena pelo convívio e pelo passeio no simpático Hobart Rivulet Park. Demos meia-volta na histórica fábrica de cerveja Cascade e, durante o regresso ao centro da cidade, vi, pela primeira vez, pademelons, marsupiais aparentados dos cangurus!
Os ornitorrincos terão de ficar para outra ocasião.

Publicado por Halterofilista

Fiz um ano sabático e ocupei parte do meu tempo livre com uma viagem à Austrália.

2 opiniões sobre “Bruny Island a correr

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Create your website with WordPress.com
Iniciar
<span>%d</span> bloggers like this: